segunda-feira, 29 de novembro de 2010

CONTEXTO HISTÓRICO E CULTURAL DO NATURALISMO


A partir da segunda metade do século XIX , o ambiente sócio-cultural europeu apresenta significativas mudanças . A civilização burguesa , industrial e mecânica , começa a se firmar . As idéias de liberalismo e democracia ganham dimensões cada vez maiores .As ciências naturais desenvolvem-se e os métodos de experimentação e observação da realidade passam a ser encarados como os únicos capazes de explicar racionalmente o mundo físico .
O desenvolvimento científico da época galvanizou a intelectualidade que , das cátedras universitárias aos bares boêmios , adere ao cientificismo e ao materialismo , opondo-se à metafísica , à religião e a tudo escapasse dos limites da matéria .Algumas doutrinas científico-filosóficas da época deixaram marcas visíveis na produção literária . Hegel divulga a sua Dialética do Processo Racional , segundo a qual qualquer raciocínio pode ser lógico , desde que seja estruturado na trilogia seqüencial "tese- antítese - síntese". O Positivismo de Augusto Comte defendia a importância da Ciência para a sociedade humana. Ele concluía que a Teologia e a Metafísica poderiam ser abandonadas , já que a realidade é concreta , objetiva e lógica , o que permitia a análise lógica e experimental ; mais ainda : tudo poderia ser explicado e entendido por todos . A publicação de A Origem das Espécies de Charles Darwin eliminou a aura de espiritualidade e misticismo que o idealismo romântico conferia ao ser humano , encarando-o como parte de uma grande cadeia alimentar , nivelando-o com outros seres vivos . O livro , que contou com a forte oposição da Igreja , teve um extraordinário sucesso de público , comprovando a curiosidade geral em torno do tema e das novas idéias evolucionistas .BASEANDO-SE NESTAS TEORIAS, FOI QUE NASCEU O NATURALISMO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário